Srtª No One

domingo, 27 de setembro de 2015


Diferenças são apenas objetos, minha Cara.
Como estes tão próximos, porém, em absurdo contraste, Pais do distanciamento de tudo o que é essencial.
Ahh, como queria poder a liberdade de imaginar com total fé, que o caminho é menor do que o entendido. E que, sim! Eu poderia mensurar..

Obsessores.

Tendo os objetos, estes que aqui estão, o efeito da mão do homem que empoleira o pássaro...
Objetos da razão! diria Kant. Ah, e por favor, Kant! Literatura pra 7º série. Já lhes digo à todos  e generosa considerem-me, na tamanha humildade contida na crítica desse sistema  ver-go-nho-so.

Eu não sei Português. Nem ao menos lia as horas! Mas pensava em tudo o que se pode pensar. E nos exatamente mesmos instantes que qualquer um outro também dispusesse o acesso de encontrar-se... Sobrevivendo das minas, fontes, buscas aleatórias, curiosidades pertinentes.. Ciência... Presente, passado e futuro simultaneamente sem noções de absurdos - Dimensões de outro alguém.
Seria eu uma burra, mal caráter e sem valor na terra...???
Sendo que por hora, minha doce Cleópatra, nem me conheces.


Well, the look on the cake...

terça-feira, 15 de setembro de 2015




Well, the look on the cake
It ain't always the taste
My ex-girl she had
Such a beautiful face

I wanted love
But not for myself
But for the girl
So she could love herself...

Emoticon heart

Tudo é caminho deixa o bicho

quinta-feira, 10 de setembro de 2015



Tudo é vontade de acertar,,,




A morte é a curva da estrada 

A morte é a curva da estrada, 
Morrer é só não ser visto. 
Se escuto, eu te oiço a passada 
Existir como eu existo. 
A terra é feita de céu. 
A mentira não tem ninho. 
Nunca ninguém se perdeu. 
Tudo é verdade e caminho. 

(Poesias. Fernando Pessoa. Lisboa: Ática, 1942, 15a Ed., p. 142)

...Tudo, hipoteticamente, no mesmo lugar...

Não se percam na crise dos outros:

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

A Crise da Loucura

Ele menciona que sente pena, enquanto ao longe segue o som da motosserra...Contamos mais de 20 minutos.
Notamos que o homem derrubou a droga antes de ser pego.
Acabou a revista. Mas os policiais mantém a linha - Mostram serviço.
Presos. A 5 metros do corte de uma árvore.
O barulho desnorteia.
Não nos ocorre melhor alternativa que não, sentir pena deles.

(Redença* - Ontem /08.09/, e os assaltos rolando soltos na city)